terça-feira, 18 de novembro de 2008

Esforcai-vos!

“Mas quanto a vós, esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos, pois a vossa obra terá uma recompensa” II Co 15.7.

Esta foi uma mensagem divina, dirigida a um servo do Senhor por nome de Asa, que após a morte de seu pai Abias (914 a.C.) ascendeu ao trono de Judá, onde reinou em Jerusalém durante quarenta e um anos (I Rs 15.9).
Inconformado com o reinado de seu pai e avô, ele decide não seguir os passos de seus antecessores, ele toma a primeira atitude de seu mandato – restaurar a ordem no Reino do Sul.
Diante dessa decisão os levantes do inimigo se dispuseram contra esse a vida do impetuoso servo do Altíssimo. Mesmo quando Zerá, o etíope, saiu contra ele com exército de um milhão de homens e trezentos carros, o destemido rei de dispôs a orar e o grande Jeová os deu vitória.
Abarcado em uma tarefa árdua e vendo muitos de seus companheiros se deixarem dominar pelo desanimo mais uma vez ele reserva um momento de oração com o Deus Verdadeiro juntamente com a sua nação. Em meio a este clamor Deus suscita o profeta Azarias filho de Obede para dirigir a ele três objetivas mensagens:

1 - Mas quanto a vós, esforçai-vos: A ordem foi essa. Judá não devia parar. De fato, o médico Lucas deixou relatado em sua epístola no capítulo 9 versículo 62 que “quem lança mão do arado e olha para trás não é apto para o reino dos céus”. Segundo Sérgio Buarque de Holanda, o termo esforçar significa cobrar ânimo, empregar forças para conseguir algo. A partir dessas definições entendemos que Deus está dizendo ao seu povo: “Arrumem forças onde não tem, mas não abandone a obra pelo qual Deus te vocacionou”.

2 - Não desfaleçam as vossas mãos: Essa foi à segunda ordem de Jeová. Desfalecer significa decrescer, diminuir, enfraquecer, tirar força. Alguns séculos mais tarde encontramos Deus reafirmando tal ordem por intermédio do Apóstolo Paulo: “Aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus” (Fp 1.6).
Imaginem se as mãos se as mãos de Moisés desfalecessem e ele não fizesse uso do cajado em Êxodo 14, com certeza o mar vermelho não se abriria. Caso Josué desfalecesse quando a noite chegava e a batalha contra os amalequitas estava acirrada. Deus está dizendo que em hipótese alguma das nossas provações devemos deixar as nossas mãos desfalecerem e a ferramenta cair. Quando sentirmos que a fraqueza quer nos afligir, saiba que o Senhor te tomará pela mão direita e dirás: “não temas, pois estou contigo, não te assombres, pois eu sou o teu Deus...” Is 41.10.

3 – A vossa obra terá uma recompensa: Deus está reforçando a idéia de que nenhum esforço da igreja de Cristo é em vão (Ap 2.26). Até mesmo aquele dia que você foi à igreja cumprir o seu ofício ministerial e não havia, mas ninguém, somente você, saiba de uma coisa, está anotado lá em cima e, em breve, Deus lhe recompensará e você dirá q ue valeu a pena sofrer pela causa do mestre (II tm 4.7,8).

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu tomo posse!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...