domingo, 21 de abril de 2013

Os mais Famosos Vícios de Linguagem da Igreja Evangélica Brasileira

      Uma das coisas mais comuns em nossas igrejas são os vícios de linguagem utilizados, inconscientimente, pelos nossos queridos irmãos. São termos do nosso dia-a-dia na casa de Deus que precisam ser acertados para nos comportamos da melhor maneira possível no culto ao Senhor.
        Dentre todos os vícios de linguagem (que não são poucos) presente em nossas igrejas tive a ousadia de destacar alguns que você, amado leitor está bem familiarizado.
     Segue abaixo alguns desses vícios que merecem um pouco da sua atenção:

          1 - SÁldo os irmãos com a Paz do Senhor, amém!” 

          Esse é o mais famoso de todos os vícios de linguagens encontrado em nossas igrejas.
          O termo Saldo está sendo aplicado de maneira errada nessa frase, pois tem o sentido de  RESTO, SOBRA.
         A palavra correta a ser empregada nessa situação é saÚdo, dando toda a força à letra Ú, não ao A. então o correto é dizer:
 
                                 “Saúdo os irmãos com a Paz do Senhor!

       Outra questão é o Amém no final, que erradamente é dito por quem ganha a oportunidade.
       Amém significa "concordância", "assim seja" e quem deve dizer o Amém é a igreja, concordando coma saudação inicial à oportunidade.
    
       2 - Vou louvar um hino. 

       Esse não é novidade para ninguém. Já tivemos a oportunidade de ouvi-lo algumas vezes.
       Trata-se de um erro muito comum.
       Não se pode louvar um hino, sim cantar um hino. Quem deve ser louvado não é o hino, mas Deus.
     O termo louvar é derivado de louvor, cujo significado é “Elogio e Glorificação”.
       Quando tal frase acima é dita, está se louvando e elogiando o hino não ao Senhor que é merecedor de toda glória.
        O correto é dizer:
                                 “Vou louvar, ao Senhor, com um hino.

      3 -  ''Os irmãos que não souberem fiquem em espírito de oração

             Já ouvi falar em muitos espíritos.
A Bíblia destaca os três espíritos que atuam no mundo:
1 – O espírito do homem          2 – O Espírito de Deus          3 – O espírito do diabo.

Agora ESPÍRITO DE ORAÇÃO não existe!

              O correto é dizer:
                                                        “Os irmãos que não souberem fiquem em Oração

       4 - ''Agradeço a oportunidade em nome de Jesus, QUE O ESPÍRITO DE DEUS FALE MELHOR EM CADA CORAÇÃO”.

              Esse é um erro bastante comum no final das pregações ou saudações.
 Partindo dessa afirmação pergunto: “Durante aquelas quase duas horas de pregação quem falou, o Espírito de Deus ou o pregador?”
         Cuidado! Deixe que o Espírito fale por intermédio da sua vida! (Mateus 10.20).
           
           Se você se encontra enquadrado num desses vícios de linguagem é hora de se policiar para fazermos o melhor e sempre o melhor para o Senhor.
               Deus vos Abençoe
               Atenciosamente:

Pr. Daniel Aguiar
C. Frio 21/04/13

3 comentários:

Miriam Picolli disse...

Eu cometia a maioria desses erros. principalmente o espírito de oração. kkkk

Daiana disse...

As pessoas geralmente cometem estes erros inconscientemente. E como na maioria das vezes não há correção, torna-se um hábito.

Rosiane Guzzo disse...

Outro erro grosseiro acontece quando o pregador diz "muita das vezes". O correto é "muitas vezes".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...