quarta-feira, 20 de novembro de 2013

“Por isso não desfalecemos...” (II Co 4.16a)

Esta deve ser a nossa primeira atitude diante das impossibilidades – Não desfalecer. Quando achamos que não existe mais nada a ser feito, em hipótese alguma podemos desfalecer. mas o que vem a ser isso?
Quando achamos que não existe mais nada a ser feito em hipótese alguma podemos desfalecer. Mas o que vem a ser isso?
Segundo o Mini Dicionário Aurélio Desfalecer significa: Tirar as forças; Enfraquecer; Desalentar; Desmaiar, Decrescer.
            Quando nos deparamos com situações desafiadoras, onde humanamente falando não há mais o que fazer, a primeira atitude que nos vem à mente é a de entregar os pontos, parar e desistir.
O ser humano, em sua natureza carnal, só luta enquanto há uma esperança.
Quantas vezes diante de um diagnostico negativo somos assaltados pelos seguintes pensamentos: “Não tem mais jeito, ele (a) vai morrer”; “Não adianta orar”; “É causa perdida”. Não é isso que vem em nossa mente?
Pastor o senhor está sendo pessimista, digo que não, sou apenas realista, pois desfalecer é a primeira atitude que pensamos tomar.
O Senhor Jesus, em sua Palavra, nos convida a permanecemos firmes em e perseverantes em suas promessas:
“Os que confiam no Senhor serão como o Monte de Sião que não se abala, mas permanece para sempre(Sl 125.1) Grifo do autor.

“Mas aquele que perseverar até o fim será salvo” (Mt 10.22)

Quando uma pessoa pensa em parar diante dos obstáculos, automaticamente está perdendo sua confiança em Deus, se comportando como covarde e não acreditando no poder interventor do seu Senhor. Com isso ela não possui a Fé, por isso sua visão é limitada e não consegue enxergar além das circunstancias.
Trazendo para uma linguagem mais popular, quando a pessoa desfalece literalmente ela perde as suas forças. É como uma pessoa cuja pressão cai ou desmaia, devido a isso ela não consegue mais se manter em pé e, consequentemente, cai e para no chão.
Esse não é o projeto do Pai para as nossas vidas!
Por mais que enfrentemos nossas maiores provações ele diz que não podemos parar, tampouco cair. O único que tem que ficar no chão é o diabo, pois em nossas vidas temos a promessa de um Deus que nos segura com sua mão direita e diz: “..eu te fortaleço, te sustento e te ajudo e te sustento...” (Is 41.10)
O próprio apóstolo Paulo nos deixou, no mesmo capítulo áureo, essas recomendações, mostrando o contraste da nossa vida cristã – Circunstancias e atitudes:

Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desesperados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos”.  (II Co 4.16-18)

Tal atitude pode ser evidenciada no inicio do mesmo capítulo, quando ele diz: “...não desfalecemos” (ARC - II Co 4.1). Independentemente das circunstancias não podemos desfalecer.
Imagine se Moisés desfalecesse diante do grande Mar Vermelho? (Ex 14); se Ana desfalecesse diante das afrontas de Penina e de sua esterilidade? (I Sm 1); Se Davi desfalecesse diante das ameaças e poderio de Golias? (I Sm17); Se Ananias, Misael e Azarias temessem o calor da fornalha? (Dn 3); Se Daniel recuasse diante da fúria dos leões e negasse ao seu Senhor? (Dn 6) e se Jesus tivesse desistido da cruz? (Lc 23) que legado teríamos?
Quando abrimos a Bíblia no livro de Hebreus no capítulo 11, encontramos a história dos Heróis da Fé. Homens e mulheres que tiveram todos os motivos para desfalecer, mas resolveram permanecer de pé, firmes, confiantes no seu Deus, acreditando que as circunstâncias nunca serão maiores que o nosso Deus e, se por ventura morrermos, nossa alma repousará para sempre com Deus, e a memória que terão de nós será de um fiel, que não recuou, mas combateu o bom combate, terminou a carreira e guardou a fé (II Tm 4.7)
Meu amado irmão, nem que você esteja se arrastando ou se apoiando pela parede – Não desfaleça!
Mesmo que a espada esteja pesada, suas forças já se foram e no meio da arena o inimigo esteja te afrontando, em o nome de Jesus, segure na espada, levante a cabeça, confie no seu Deus e vença essa guerra pela fé.
O que o inimigo sabe com bastante clareza é que um crente de pé, digo um crente apenas, tem o poder de derrotar o inferno inteiro. Imagine o que um exército de crentes poderia fazer. Como o adversário tremeria, pois na verdade ele sabe que “maior é Aquele que está conosco, do que o que está no mundo” (I Jo 4.4). Aleluias!
Que promessa maravilhosa nós temos!
Que o Senhor nos ajude a permanecermos de pé, lutando e vencendo para Glória de seu nome!


Pr. Daniel Aguiar
C. Frio 20/11/13

2 comentários:

Anônimo disse...

Pastor que mensagem poderosa.
Ouvi ontem quando o senhor pregou na santa ceia geral aqui em Búzios.
Realmente nao podemos desanimar, mas vencer em Cristo.
Que Deus te abençoe muitíssimo.
Paz!

Luana Caetano disse...

Forte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...